Qual gráfico escolher

Gráficos, como usá-los corretamente (parte 4)2 min de leitura

A escolha do gráfico depende do tipo de dado e da informação que se quer averiguar. Um gráfico é um recurso visual de muito impacto em um texto. Por isso mesmo, o uso inadequado dessa ferramenta pode gerar mais desinformação do que esclarecimento sobre o tema.

Diante de tantas opções, como identificar o gráfico correto? O primeiro passo é se ter consciência de que um gráfico só tem sentido em um texto se for compor a argumentação. Ou seja, deve auxiliar a apresentação das ideias, ressaltando aspectos que, de outra forma, poderiam passar desapercebido. Um gráfico não deve ser usado como ilustração decorativa, um adorno no texto. Assim, o gráfico mais adequado é aquele que transmite a informação mais direta, sem distorções ou distrações.

Como não escolher um gráfico!

Gráfico na Planilha Excel

Atualmente, as planilhas e os programas para análise de dados oferecem muitas opções de gráfico, que podem ser configurados facilmente. O lado negativo é que o uso incorreto dessas opções tem o efeito de produzir mais confusão do que explicação sobre os dados.

Devido a essa facilidade, é fácil cair na tentação de escolher o gráfico pelo impacto visual. Qual é o gráfico mais bonito? Qual vai impressionar mais? Pode ter certeza de que o gráfico que vai causar mais impacto na sua audiência é aquele elaborado corretamente e adequado aos dados.

Observe a figura a seguir. A primeira imagem apresenta um gráfico de pizza elegante, porém, confuso. Apesar de bem mais simples, o gráfico de barras que aparece em seguida é muito mais funcional para apresentar as diferenças entre as categorias (representadas por letras maiúsculas nesse exemplo).

O gráfico de barras em geral é mais adequado do que o gráfico de pizza quando há muitas categorias com valores próximos uma das outras.

Uma vez identificado qual o gráfico que melhor destaca os padrões e as diferenças em seus dados, pode-se então decorar a imagem. Contudo, o efeito visual não pode mascarar a principal informação contida no gráfico: quais são os valores extremos e se há algum padrão na distribuição dos dados.

Os recursos visuais (cores, formatos, variações em 3D) devem ser escolhidos por último. Primeiro procure encontrar qual tipo de gráfico expõe de maneira mais clara as informações que ficariam menos evidente se fossem apresentadas apenas em forma tabular.

A tabela a seguir contém os dados (fictícios) para construir os gráficos anteriores.

categoriavalores
A20
B15
C10
D8
E7
F6
G5
H11

Leia também:

Histograma versus Gráficos de Barras

Histograma não é gráfico de barras!

De certa forma, um histograma é uma representação dos dados no formato de gráfico de barras (ou colunas verticais), só que a informação representada é diferente. Os histogramas são usados para mostrar a frequência com que os dados se repetem em uma determinada variável contínua. Os gráficos de barras representam  variáveis categóricas (também denominadas discretas ou nominais).  Histograma e gráfico de barras são parecidos, mas a informação transmitida é diferente.

0 comments

Descubra o que há de errado com o gráfico

Observe atentamente o gráfico abaixo e veja se identifica quais são os erros. Depois clique nos pontos assinalados para ler a descrição dos problemas indicados. Gráficos, como usá-los corretamente? Leia também: Relacionado

0 comments
comparação entre tipos de gráficos de barra

Gráficos de barras, qual é a melhor opção?

A escolha não deve ser aleatória A escolha de um gráfico não pode se basear na atração estética da imagem. Deve ter como foco a capacidade explicativa dos dados. O impacto visual que todo gráfico desperta deve ser direcionado para proporcionar mais clareza ao texto e não o contrário. Exatamente por esse poder atrativo que … Continue lendo Gráficos de barras, qual é a melhor opção?

0 comments
gráfico de pizza

Como usar corretamente o gráfico de Pizza

Gráficos circulares ou pizza (ou torta), são muito populares. Atualmente, muitos analistas de dados não recomendam o uso de gráficos circulares, preferindo as barras no lugar das fatias. No entanto, quando usados corretamente, os gráficos de pizza tem um apelo visual de grande impacto.

0 comments
Qual gráfico escolher

Gráficos, como usá-los corretamente (parte 4)

Os programas de análise de dados e as planilhas oferecem muitas opções de gráfico. Qual o escolher? A primeira coisa a ter em mente é que a escolha não deve começar pelo impacto visual, mas pela funcionalidade do gráfico.

0 comments
Gráficos, como usar?

Gráficos, como usá-los corretamente? (parte 3)

Cada tipo de gráfico tem uma utilização específica. Alguns são melhores para se identificar padrões, uns para comparações, outros para se percebem a tendências ao longo do tempo. Importante ressaltar antes de se definir por qualquer tipo de gráfico: o que causa impacto é a clareza da informação, não as alegorias da imagem.

0 comments
Gráficos, como usar?

Gráficos, como usá-los corretamente? (parte 2)

Gráfico é informação, não decoração Um gráfico é um elemento de informação, não decoração. Deve compor o argumento explicativo do autor em um texto. Deve fazer sentido para o leitor. Por isso, as duas primeiras regras a serem observadas para a construção de um gráfico devem ser a clareza e a coerência. Clareza A clareza está diretamente … Continue lendo Gráficos, como usá-los corretamente? (parte 2)

0 comments
Gráficos, como usar?

Gráficos, como usá-los corretamente? (parte 1)

Uma imagem vale mais do que mil palavras?1 Uma imagem mal apresentada tem o potencial de gerar muita confusão, mesmo quando seguida de um texto lúcido. Gráficos tornaram-se indispensáveis para a análise de dados. Saber como construir visualmente uma explicação baseada em dados requer conhecimento e discernimento.

0 comments

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.